Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas

Diretor da OMS manifesta apoio à causa e à atenção adequada aos povos indígenas e outros grupos em risco frente à pandemia

quinta-feira, 28 de maio de 2020 / Categorias: Covid-19

O Diretor Geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, respondeu a Carta dos Povos Indígenas de todo o Mundo, enviada ao órgão no início do mês de maio, com mais de 200 assinaturas. Tedros agradeceu o envio e informou que leu a Carta com profunda preocupação.

Diante das recomendações enviadas à OMS, Tedros Adhanom, destacou sobre o forte sistema de apoio e esforços da OMS para prover a atenção adequada e inclusão de todos os grupos vulneráveis, inclusos os indígenas, nas respostas globais, regionais e nacionais para o COVID-19, conforme destacado por ele.

Citou como exemplos, ações ocorridas em níveis regionais e sub regionais, como a reunião de alto nível com os ministros da saúde de resposta à pandemia COVID-19 promovida no mês de abril, organizada pelo escritório regional para as Américas da OMS. Essa reunião resultou em uma nota técnica para povos indígenas, com considerações chaves que devem ser consideradas quando se refere ao COVID-19 dentre essas populações.

Outro resultado foi um documento técnico sobre etnicidade e COVID-19, que ainda está sendo desenvolvido, focando tanto nos povos indígenas como na população afro-descendente. Também uma reunião técnica organizada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) junto à Red Interamericana de Altas Autoridades sobre Políticas para a população afrodescendente (RIAFRO) para respostas e desafios da COVID-19 para populações afrodescendentes.

Informou que está sendo planejado um seminário web sobre COVID-19 e etnicidade: povos indígenas e afro-descendentes. Da mesma, a realização de um seminário junto à povos indígenas da Amazônia, com foco no debate sobre o impacto do COVID-19, resiliência ambiental e social. O evento está sendo planejado com a colaboração da Coordenação das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica (COICA).

Uma das recomendações da Carta foi a criação de um grupo de trabalho externo. O Diretor sugeriu de inicialmente fortalecer o diálogo bilateral entre a OMS e os grupos representantes indígenas, com foco específico na região das Américas.

Para essa viabilidade também sugeriu organizar uma reunião das organizações/federações chaves representando os povos indígenas com o escritório regional das Américas da OMS para discutir o que está sendo feito e o que mais é necessário.

Afirmou compromisso de continuar ressaltando as consequências de saúde enfrentadas pelos povos indígenas devido à pandemia, e a necessidade de países e parceiros de tomarem suas necessidades em conta, como resposta. Concluiu reiterando “completo apoio à sua causa e à atenção adequada aos povos indígenas e outros grupos em risco frente à pandemia”.

Os casos de Covid-19 entre os indígenas chegam a 1350 confirmados, 147 mortes e 71 povos atingidos, segundo os dados consolidados pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e organizações indígenas de todo o Brasil.

A resposta da OMS foi compartilhada na reunião da Frente Parlamentar Indígena, realizada nesta quinta-feira, 28.

Confira a resposta na íntegra: Clique aqui