Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas

Frente Parlamentar Indígena recebe comitiva de lideranças indígenas

sexta-feira, 17 de setembro de 2021 / Categorias: Demarcação de terras indígenas, Nota, Povos indígenas

Membros da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas (FPMDDPI) receberam nesta quinta-feira (16), na Câmara, uma comitiva de lideranças indígenas. O encontro ocorreu em frente ao Anexo II. As lideranças dos povos Guarani, Kaingang e Terena protestaram contra a tese do marco temporal, que vai impactar diretamente na demarcação de terras no Brasil, e contra projetos de lei que representam retrocessos nos direitos dos povos indígenas. 

As lideranças foram recebidas pela deputada Joenia Wapichana (REDE-RR), coordenadora da FPMDDPI, e pelos deputados Reginaldo Lopes (PT-MG), Bira do Pindaré (PSB-MA), Rogério Correia (PT-MG), Erika Kokay (PT-DF) Vivi Reis (PSOL-PA) e Erika Kokay (PT-DF), membros da Frente. 

“Quero me solidarizar com a luta dos povos indígenas”, disse Joenia. “Nós estamos na mesma luta”, garantiu a deputada. “Vamos superar essa fase. Todos os nossos direitos não foram dados de graça, foram conquistados, com apoio de movimentos sociais, de alguns partidos, de alguns parlamentares”, afirmou a coordenadora da FPMDDPI. 

“A gente está aqui para reforçar essa luta”, afirmou Reginaldo Lopes. “Não queremos em hipótese alguma nenhum tipo de retrocesso”, garantiu o parlamentar. 

“Estamos na mesma luta, enfrentando um governo que quer destruir o povo brasileiro, sobretudo segmentos tão importantes para a história do nosso país como são os povos originários”, disse Bira do Pindaré. 

“Nós agradecemos vocês pela luta”, disse Rogério Correia (PT-MG). “O papel de resistência que vocês demonstraram é muito importante”, ressaltou o parlamentar; 

“Nosso lugar como parlamentar tem que ser lado a lado de cada um que luta por direitos Precisamos cada vez mais nos fortalecer”, afirmou Vivi Reis. A deputada garantiu que a FPMDDPI seguirá firme na luta contra o marco temporal e contra projetos que visam legalizar o garimpo em terras indígenas e retirar direitos duramente conquistados pelos povos tradicionais. 

As lideranças também foram ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta entregar um documento ao ministro Alexandre de Moraes, que pediu vista na quarta-feira (15) e interrompeu o julgamento do marco temporal na Corte. O STF analisa uma ação… 

O relator, ministro Edson Fachin, votou contra a tese do marco temporal. Já o ministro Kássio Nunes Marques votou a favor da tese, defendida por ruralistas. O julgamento não tem prazo para ser retomado. 

A deputada joenia Wapichana informou às lideranças indígenas que solicitou uma audiência com o ministro Alexandre de Moraes, em nome da FPMDDPI, para defender a importância de o julgamento ser retomado o quanto antes. 

Veja como foi o encontro:

https://www.instagram.com/tv/CT5R5G8qQyP/?utm_medium=copy_link

Veja fotos:

Fotos: Mayra Wapichana