Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas

Frente Parlamentar indígena repudia fala de coordenador da Funai que sugeriu “meter fogo” em índios isolados

segunda-feira, 26 de julho de 2021 / Categorias: Nota

A Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas (FPMDDPI) repudia a fala do coordenador da Funai, o Tenente da Reserva do Exército Henry Charles Lima da Silva, que encorajou que líderes do povo Marubo efetuassem disparos contra indígenas isolados, em caso de “importunação”. O fato foi divulgado na última quinta-feira (22) pelo jornal Folha de S. Paulo. 

O tenente da reserva do Exército foi nomeado pelo Ministério da Justiça, em julho de 2020, para atuar como Coordenador da Funai da Região do Vale do Javari , no estado do Amazonas, onde se encontra reconhecidamente o maior número de índios isolados do mundo. A Funai trabalha com 16 registros de índios isolados em seu banco de dados, nesta região.

Os índios que vivem em estado de isolamento voluntário e já estavam em situação de risco devido à invasão de garimpeiros e à pandemia de Covid 194 , têm agora a sua vida ameaçada pelo próprio servidor público que foi nomeado para atuar no órgão que tem a obrigação de proteger os seus direitos. 

A fala do tenente da reserva do Exército nomeado Coordenador da Funai demonstra total desconhecimento dos direitos indígenas garantidos constitucionalmente, da política pública de proteção aos índios isolados desenvolvida pela Funai , da política indigenista que ele deveria implementar e do seu papel de servidor público. 

Coordenadora da FPMDDPI, a deputada federal Joenia Wapichana (REDE-RR) pediu ao Ministério da Justiça e a Polícia Federal que sejam tomadas com urgência “as medidas administrativas, penais e civis, que levem a interromper a ação de Henry Charles Lima da Silva, a investigar e responsabilizar todos os atos praticados, em todas estas esferas”. 

Confira a íntegra do ofício: 

Oficio 077_2021_Isolados_Vale_do_Javari